Libras

Notícias

Sesc RJ Flamengo anuncia elenco para a temporada

No comando da equipe, Bernardinho falou sobre o grupo e as expectativas para o futuro

Por - em
A fusão entre Flamengo e Sesc RJ no voleibol promete render frutos à modalidade rubro-negra. Com um grande trabalho realizado na base e uma equipe competitiva no Sênior, o clube volta a buscar títulos em todas as categorias. Com a Superliga 2020/21 como principal objetivo, o Sesc RJ Flamengo fechou o elenco para a temporada, que conta com parte do experiente grupo comandado pelo técnico Bernardinho na última edição, além de seis reforços. Neste sábado (01), às 21h, a Fla TV exibe com exclusividade o clipe de apresentação com os perfis das atletas que vestirão o Manto Sagrado.

A levantadora Fabíola; as ponteiras Amanda, Drussyla e Ariele; as centrais Juciely e Milka; e as líberos Natinha e Gabi são as jogadoras que seguem trabalhando com o treinador bicampeão olímpico. Se somam ao time as jovens e promissoras Lorenne e Sabrina (opostas), Juma (levantadora), Ana Cristina (ponteira),Valquíria e Lívia (meios de rede).

Prestes a encarar um novo desafio, Bernardinho falou sobre as expectativas para a próxima temporada e analisou o elenco montado.

“Há muito profissionalismo nesse grupo e ele traz uma ideia bem clara de muito trabalho, de crescimento. Nossa intenção é dar sequência a um projeto que tem sempre times competitivos, que está sempre brigando pelas competições, que disputa títulos. Essa é a ideia”, disse o treinador. “Nosso time vai competir, vai chegar, vai brigar e vai fazer uma ótima temporada”, garante. 

Bernardinho lembrou também que o propósito do Sesc RJ Flamengo vai além das competições. O técnico acredita que a equipe poderá fazer um grande trabalho de base e que deixará um legado importante para o vôlei brasileiro.

“Sem ser divulgado, o Flamengo já faz trabalho de inclusão, usando o esporte, o cuidado com a saúde e o bem-estar desses jovens como ferramenta. E isso vem muito de encontro com aquilo que são nossos princípios, nossa missão enquanto Sesc RJ. E agora Sesc RJ Flamengo. O mais importante é que nos unimos com valores iguais, com a intenção de desenvolver gente, de crescer, de criar alguma coisa de longuíssima duração, algo que tenha perspectiva maior. Poder, inclusive, estar suscitando nos jovens, do Rio e de fora, o desejo de vir e fazer parte de um projeto que tem um caminho para chegar lá. Poder alimentar o sonho dessa garotada é nossa intenção”, revelou.

De volta ao Rio de Janeiro, a oposta Lorenne já havia trabalhado com Bernardinho há alguns anos. Agora, espera poder dar sequência no crescimento de sua carreira, que teve um boom nas últimas temporadas, em clubes e defendendo a Seleção Brasileira.

“Estou muito feliz de voltar, agora com outra perspectiva. O time manteve a base e isso faz com que a gente esteja um passo à frente. Vamos treinar muito, batalhar para, se Deus quiser, chegar nas finais das competições. Com as jogadoras bem experientes, entrosadas, a gente vai ter um ano muito interessante. Chego bem diferente. Vim para cá muito nova, com 18 anos, e agora pretendo ajudar o time da melhor forma que posso. Já joguei com a maioria das meninas também e vou trabalhar muito para contribuir”, disse Lorenne.

Capitã da equipe, a ponteira Amanda é um dos pilares do Sesc RJ Flamengo. Com muitos anos de trabalho junto da comissão técnica mais vitoriosa do vôlei brasileiro, ela espera poder ajudar quem está chegando e promete, como sempre, muita entrega.

“Estamos vivendo um período difícil, no momento inicial de uma temporada diferente, mas sabemos que teremos um ambiente de trabalho muito bom e com a estrutura que a gente necessita”, disse a camisa 13.

Com apenas 16 anos, Ana Cristina é umas das caçulas do Sesc RJ Flamengo. Destaque do último Mundial Sub-18 com a Seleção Brasileira, quando foi eleita a melhor ponteira na campanha que rendeu ao país a medalha de bronze, a jogadora revela uma expectativa muito grande de poder atuar ao lado de ídolos.

“Já conhecia algumas meninas, porque são amigas da minha mãe, e é muito gratificante estar junto com elas porque eu cresci as vendo jogar. Estou muito feliz com essa oportunidade. Vou poder crescer muito, ganhar experiência e aprender. Sei que todas vão me ajudar muito e eu espero melhorar cada dia mais”, revelou Ana Cristina, que mede 1,92m e é filha da ex-jogadora Ciça, formada na base do Flamengo.

O Sesc RJ Flamengo já iniciou os treinamentos visando os desafios da temporada 2020/21. A equipe realiza as atividades na Urca, na Escola de Educação Física do Exército.