Libras

Notícias

Sesc RJ Flamengo bate o Praia Clube e conquista a quinta vitória consecutiva na Superliga

Equipe do técnico Bernardinho abriu 2 sets a 0, levou empate, mas conquistou virada heroica no tie break: 3 a 2

Por - em
Sesc RJ Flamengo e Praia Clube fizeram uma partida recheada de emoção nesta terça-feira (22.02). Em confronto válido pela oitava rodada da Superliga feminina de vôlei, o time comandado pelo técnico Bernardinho conquistou um triunfo importantíssimo diante do líder da competição. Depois de abrir 2 sets a 0, em uma atuação dominante, as donas da casa levaram o empate e tiveram que se superar no tie break para chegar a quinta vitória seguida: 3-2 (27-25, 25-20, 20-25, 18-25 e 15-12). Com o resultado, a equipe rubro-negra chegou aos 36 pontos, na quinta posição, mas muito viva na luta pelo G4.

Peça fundamental na vitória do Sesc RJ Flamengo, Milka anotou 15 pontos, quatro deles de saque. Mas não foram apenas os aces que marcaram a atuação da central rubro-negra. As sequências de saques que desestabilizaram a recepção do Praia Clube e os potentes ataques fizeram ela ser eleita a melhor em quadra pelo público. E não escondeu a emoção. Chorando muito, resumiu o triunfo à uma palavra: superação.

“A palavra que define essa vitória é superação. A equipe mostrou uma evolução emocional enorme. Essa sequência de bons resultados nos mostra que estamos no caminho certo. É a confirmação de que nosso trabalho do dia a dia vem sendo bem feito”, disse Milka.

As cinco vitórias seguidas do Sesc RJ Flamengo foram conquistadas em casa. E um fator foi muito importante em todas elas: a torcida.

“A torcida foi incrível mais uma vez, muito contagiante. A gente estando na frente ou atrás, ela não nos deixa, está sempre junta. É uma energia que ajuda demais. Eles não nos abandonam e tem feito toda a diferença”, finalizou Milka.

Agora o Sesc RJ Flamengo terá um tempo para respirar. A equipe rubro-negra só entrará em quadra novamente depois do Carnaval, na quinta-feira (03.03), quando irá até Curitiba encarar o Curitiba Vôlei. Até lá, Bernardinho segue trabalhando firme com o elenco no Rio de Janeiro.

O jogo
O jogo começou eletrizante no Tijuca Tênis Clube. Embaladas pela torcida, que compareceu em bom número, as jogadoras do Sesc RJ Flamengo abriram 6-2. No entanto, o Praia Clube logo se arrumou e buscou a virada em 8-7. O equilíbrio passou a dar o tom do confronto e o time rubro-negro só conseguiu abrir novamente uma vantagem no placar após um ace de Milka: 13-11.

A partir daí, o Sesc RJ Flamengo cresceu e voltou a dominar. Com uma bola de segunda da levantadora Giovana chegou a 17-12 no marcador, mas o Praia Clube buscou novamente. A equipe mineira teve a chance de fechar, quando marcou 24-23 em um ace de Carol, mas as donas da casa mostraram força e viraram: 27-25 em um bloqueio de Milka.

A segunda parcial se manteve equilibrada até a metade, quando Monique fez 13-11 e o Praia Clube parou o jogo com um pedido de tempo. Pressionadas, as jogadoras do time de Uberlândia erravam em momentos cruciais. Sem ter nada com isso, o Sesc RJ Flamengo seguiu abrindo. Monique, em um belo bloqueio, depois de uma defesa incrível da líbero Natinha, marcou 19-15. Milka, que maltratou a recepção aurinegra, fez 22-17 em um ace. E Maira foi quem fechou: 25-20, num ataque na entrada de rede.

Tendo que ir para o tudo ou nada, o Praia Clube mostrou no terceiro set o motivo de ser o líder da Superliga. Mas só na segunda metade da parcial. Com uma china de Carol, a equipe mineira fez 12-10. Monique chegou a empatar, explorando o bloqueio praiano, em 15-15, mas a partir daí só deu o time visitante. O Sesc RJ Flamengo não conseguia mais virar suas bolas. Em uma sequência impressionante de bloqueios, o Praia fez 22-17 em um toco de Carol. E a meio de rede foi quem fechou: 25-20 em um ace.

O Sesc RJ Flamengo não se abalou com o revés e seguiu mantendo o jogo equilibrado, apesar de desperdiçar muitos contra-ataques. Após três bloqueios seguidos, Juciely fez 15-15, mas a partir daí só deu Tainara. A oposta do Praia Clube chamou para si a responsabilidade e virou todas as bolas. Ela, que já havia anotado nove pontos na parcial anterior, foi acumulando acertos até chegar novamente aos nove numa única parcial. Com isso, não teve como o time rubro-negro buscar: 25-18.

Quando tudo parecia ter virado para o lado das visitantes, o Sesc RJ Flamengo ressurgiu no tie break. Depois de ver o Praia Clube abrir 4-0, o time comandado pelo técnico Bernardinho foi construindo a reação ponto a ponto. Em um ace de Peña a equipe rubro-negra encostou 4-3. Só que o time mineiro voltou a abrir quatro de vantagem em um ace da ponteira Ana: 8-4.

Bernardinho mexeu na equipe, colocando a ponteira Gabiru em quadra e foi dela o ponto que levou a torcida presente no Tijuca Tênis Clube ao delírio. Após grande defesa de Monique, ela virou na entrada de rede e marcou 9-8. Milka empatou o jogo num block (11-11) e Marcelle com um ace colocou o Sesc RJ Flamengo na frente: 12-11. Para não perder mais. Monique fechou 15-12, em um ataque na saída de rede.