Libras

Notícias

Sesc RJ Flamengo estreia nos playoffs da Superliga em clássico contra o Osasco

Equipe do técnico Bernardinho fará série melhor de três jogos com tradicional rival. Primeiro confronto será nesta sexta-feira, em São Paulo

Por - em

Foto: Gilvan de Souza / CRF

Sesc RJ Flamengo e Osasco abrem nesta sexta-feira (25.03) um dos confrontos mais esperados da temporada do vôlei brasileiro. Tradicionais rivais, os dois times estarão frente a frente na luta por uma vaga nas semifinais da Superliga feminina. Em uma série melhor de três jogos, o maior campeão da história, comandado pelo técnico Bernardinho, precisará superar a equipe paulista, que tem a vantagem de fazer, caso necessário, duas partidas em casa. O primeiro confronto entre os gigantes será em Osasco, às 21h, e terá transmissão do canal Sportv 2.

Acostumado a momentos decisivos em sua vitoriosa carreira, o técnico Bernardinho sabe que terá uma pedreira pela frente. Liderando o Sesc RJ Flamengo em uma campanha de recuperação no segundo turno, onde emplacou oito vitórias seguidas, ele sabe que o favoritismo e a vantagem estão com o rival. Mas não joga a toalha.

“Teremos confrontos duríssimos pela frente, sem dúvida. Enfrentaremos uma equipe muito experiente, que conta com grandes jogadoras, campeãs por onde passaram e que chegam como favoritas à série. Cabe a nós trabalhar, estudar bastante e deixar o nosso melhor nos jogos. Conseguimos vir diminuindo nossos erros ao longo do segundo turno da Superliga, mas ainda temos que ser menos irregulares”, analisou Bernardinho.

Falando mais especificamente de tática, o técnico bicampeão olímpico destacou o saque e o volume de jogo como fundamentais para o Sesc RJ Flamengo conseguir igualar o jogo com Osasco.

“Precisamos sacar bem, ser agressivos nesse fundamento. Temos que tirar as bolas da mão da Fabíola, deixando ela menos confortável para acionar as melhores opções de ataque. Do nosso lado, fundamental também manter uma boa recepção e subir bola. Serão partidas onde precisaremos de paciência e manter volume de jogo nos colocará em condições de brigar de igual para igual”, finalizou.

Bernardinho destacou o volume de jogo, proveniente principalmente do sistema defensivo, mas o Sesc RJ Flamengo também tem outra arma: sua linha de passe. Com Natinha e Maira entre as melhores do fundamento na Superliga (segunda e quarta melhores, respectivamente), a equipe rubro-negra tem conseguido deixar a levantadora Giovana na boa para acionar as meio de redes em jogadas rápidas. Tamanha a importância desse processo na recuperação do time carioca que Milka e Juciely estão entre as atacantes com o melhor percentual de aproveitamento da fase de classificação, ambas com 52%.

O segundo confronto entre Sesc RJ Flamengo e Osasco está marcado para o Rio de Janeiro. Será no ginásio do Tijuca Tênis Clube, na próxima segunda-feira (28.03), às 21h30. Os ingressos já estão à venda no portal Guichê Web, no link: https://www.guicheweb.com.br/sesc-rj-flamengo-x-osasco_16337