Libras

Notícias

Sesc RJ Flamengo recebe o Praia Clube em decisão na Superliga feminina

Equipe carioca abriu 1-0 na série semifinal e precisa de um triunfo nesta terça-feira para chegar à decisão da competição

Por - em

A partida mais importante do ano para o Sesc RJ Flamengo acontecerá nesta terça-feira (12.04), às 19h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Após conquistar uma vitória maiúscula (3-0), diante do Praia Clube, em Uberlândia, na abertura da série semifinal da Superliga feminina de vôlei, na última sexta, o time comandado pelo técnico Bernardinho precisa de um triunfo diante da sua torcida para conquistar a primeira vaga na final da competição. E para isso contará com a força da Nação, que esgotou, ainda na última quinta, em apenas 18 minutos, todos os ingressos disponíveis. O ponto negativo fica por conta da ausência de Monique. A oposta teve constatada uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, após ter uma torção no treino do último domingo, e precisará fazer um procedimento cirúrgico.

Mesmo sem poder mais contar com um dos pilares do time, tanto em desafogo de bolas quanto em experiência, o Sesc RJ Flamengo mantém a concentração para o confronto decisivo. E vai utilizar o revés como motivação para tentar chegar adiante na competição.

“O aspecto emocional sempre é importante, ainda mais em jogos decisivos como esse. É uma grande perda, mas vamos transformar isso em mais uma causa para a gente lutar. Vamos lutar por ela. Chegamos até aqui fortalecidas como grupo. E seguiremos assim. Esta temporada tem sido de muito aprendizado para todas nós. Aprendemos muito com nossas próprias fraquezas e limitações. Nos fechamos, jogadoras e todos da comissão técnica, e assim conseguimos potencializar o que de melhor cada um pode dar para o time. Vamos seguir assim, com os pés no chão e sabendo que não tem nada ganho”, disse a capitã Juciely.

Com duas vitórias em três confrontos diante do Praia Clube nesta Superliga, o Sesc RJ Flamengo sabe que precisa manter um jogo de poucos erros. Principalmente por enfrentar uma equipe de muita qualidade técnica, favorita ao título da competição e que terminou a fase de grupos na primeira posição. Outro ponto, visto como fundamental pelas jogadoras da equipe rubro-negra é o saque. Nos triunfos anteriores, o fundamento incomodou a recepção mineira e 11 aces foram marcados (7 e 4). Agora é tentar repetir a fórmula.

“Sabemos que teremos uma grande equipe pela frente e não paramos de trabalhar muito para evoluir. O saque, certamente, é sempre um dos caminhos para conseguirmos impor nosso ritmo de jogo, mas nossa comissão sempre estuda e nos passa outros aspectos a serem aproveitados por nós”, encerrou Juciely.

O Sesc RJ Flamengo também se apoiará, sem dúvida, no trabalho da levantadora Giovana, que tem feito o time todo jogar. Prova disso é o aproveitamento das ponteiras Peña e Maira e das meios de rede Juciely e Milka nos últimos jogos. Na vitória da última sexta, diante do Praia, todas marcaram ao menos 10 pontos em apenas três sets. A atacante dominicana foi quem mais pontuou, com 17 acertos, e chegou aos 383 pontos na competição (terceira maior pontuadora).