Libras

Tricampeão da Copa do Brasil


1990

O Flamengo conquistou seu primeiro título da competição logo em sua segunda edição. Depois de bater o Bahia nas quartas-de-final e o Náutico na semifinal, a equipe dirigida por Jair Pereira enfrentou o Goiás na decisão. O zagueiro Fernando fez o gol da vitória no jogo de ida, em Juíz de Fora(MG), e com isso os rubro-negros jogariam pelo empate na partida decisiva, em Goiânia.

E foi mesmo com o empate que o título foi definido. Diante de mais de 45 mil pessoas no Serra Dourada, o Flamengou segurou o 0x0 que garantiu a conquista invicta; foram 6 vitórias e 4 empates. O centroavante Gaúcho foi o artilheiro do time, com 5 gols. Esta foi a primeira conquista de Júnior em sua segunda passagem pelo Flamengo, após retorno da Itália, motivo pelo desejo de que seu filho o visse atuando com o Manto Sagrado.

Na partida decisiva, o time atuou com Zé Carlos, Aílton, Vitor Hugo, Rogério e Piá; Uídemar, Júnior e Bobô (Nélio); Renato Gaúcho, Gaúcho (Marquinhos) e Zinho.



2006

Em 2006, pela primeira vez a Copa do brasil foi decidida por dois clubes do mesmo estado. Enquanto o Flamengo havia passado por Atlético-MG nas quartas e Ipatinga nas semifinais para chegar à decisão, o Vasco eliminara outro rival local, o Fluminense, antes da final.

Assim, o Rio de Janeiro parou para assistir aos dois clássicos que decidiram o título. E o bicampeonato rubro-negro foi encaminhado na primeira partida com uma boa vitória por 2x0, gols de Obina e Luizão. Assim na segunda partida as arquibancadas do Maracanã eram totalmente dominadas pela torcida do Flamengo, que comemorou mais uma vitória - 1x0, gol de Juan - e o título.

Renato foi o artilheiro rubro-negro na conquista, com 6 gols. No jogo do título, o time foi dirigido por Ney Franco e jogou com Diego, Renato Silva, Fernando e Rogrido; Léo Moura, Toró (Obina), Jônatas, Renato, Renato Augusto (Peralta) e Juan; Luizão (Léo Oliveira).



2013

O tricampeonato da Copa do Brasil marcou o reencontro da torcida do Flamengo com o Maracanã. Após alguns anos fechado para a preparação para a Copa do Mundo de 2014, o estádio reabriu suas portas e viu o Flamengo tornar-se o primeiro campeão em sua nova fase.

A campanha contou com grandes atuações da torcida rubro-negra. A partir das oitavas-de-final, a ligação entre campo e arquibancada foi imbatível e fez com que o Flamengo conseguisse superar adversários fortes, que vinham em grandes campanhas no Campeonato Brasileiro. Cruzeiro, Botafogo e Goiás foram batidos antes da grande final, contra o Atlético-PR.

No jogo de ida, em Curitiba, o volante Amaral marcou o gol do empate em 1x1. Na grande decisão, Elias e Hernane decidiram a vitória por 2x0, garantindo a conquista. Hernane, O Brocador, foi o artilheiro da campanha e da competição, com 8 gols. No último jogo, a equipe do técnico Jayme de Almeida atuou com Felipe, Léo Moura (Marcos Gonzales), Samir, Wallace e André Santos; Amaral, Elias (João Paulo), Luiz Antônio e Carlos Eduardo; Paulinho e Hernane.